Como música gera dinheiro mesmo que você não seja famoso?

March 29, 2017

 

Todo mundo na Indústria da música entende que ser famoso faz parte de várias boas estratégias e uma carreira.

 

Porque várias boas estratégias? Porque o planejamento sempre vai ser moldado de onde você está para a onde você quer chegar e a cada meta atingida você estará em um lugar diferente, ou seja, o planejamento vai se adaptando. Faz sentido ? Na prática faz. 

Explicando melhor, aqui no Brasil as coisas parecem funcionar de uma forma diferente e isso pode confundir, inclusive após nosso workshop no Rio Music Conference 2017, tivemos muitas perguntas de compositores, produtores musicais e cantores que não estão conseguindo entender como se encaixar no mercado. O que deveria ser explicito, não é aqui no Brasil. Conheço compositores que tem associações próprias em Atlanta - EUA,  associações de produtores musicais de música eletrônica e pop na Suécia, entre muitos outros profissionais que tem carreiras estabelecidas e trabalham com grandes gravadoras e artistas independentes.

Você sabe onde procurar para se associar, fazer parcerias ou comprar o serviços que você precisa. A Indústria atual da música precisa disso, porque em setores como música eletrônica e pop não existem barreiras entre o mercado nacional e internacional, os gêneros musicais são aceitos pelos fãs tanto em Inglês como em Espanhol. E porque não apostar em um mercado maior ? 

Conheço vários artistas brasileiros que já produzem essas vertentes, inclusive hoje mesmo trabalhando no estúdio ouvi um trabalho de um produtor brasileiro de HipHop em Inglês dentro dos padrões que eu costumo ver e trabalhar na Indústria musical internacional. Quantos outros artistas não estão escondidos? Quando para todos na cena seria melhor pudéssemos nos encontrar mais facilmente. 

Um dos pontos principais que vem se ressaltando na cena internacional é a mescla dos estilos musicais como Pop e Eletrônico, Pop e Rap, Pop e HipHop, Rap e Eletrônico e muitos outros, porque o mais interessante é a variedade de músicas boas que podem surgir entre essas parcerias, a mescla inclusive de fãs. Essa tendência esta crescendo a cada dia e já está refletindo no line up dos festivais e nos charts de streaming. 

E o Brasil ainda muito longe dessa tipo de estrutura, o que faz com que muitas artistas não consigam evoluir no estilo escolhido. Está na hora de mudar.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

RECENT POST
Please reload